Por: Andréa Leonora | 1 mês atrás

O Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina (CRC-SC) e a Receita Federal estão unidas contra a sonegação fiscal. Na tarde desta quarta-feira (17), ao dois órgãos reuniram contadores e auditores para esclarecer e orientar a respeito da Operação Tio Patinhas, que desde 2018 investiga fraudes na Declaração de Imposto de Renda. “A Receita vem nos alertar sobre possíveis más práticas, que acabam envolvendo os contadores dos contribuintes investigados. Nosso papel é alertar os contadores para sempre agirem corretamente e não caírem em armadilhas devido a irregularidades de outros”, argumenta Marcello Seemann, presidente do CRC-SC.

Os auditores da Receita alertaram os profissionais para sempre pedirem comprovações dos valores declarados e não aceitarem práticas irregulares que, futuramente, vão cair na malha fina, comprometendo a idoneidade dos profissionais da área. Segundo Aline Damasio, auditora da Receita responsável pela Operação Tio Patinhas, em apenas um ano Santa Catarina conseguiu reduzir mais de R$ 4 bilhões em desvios. “Os contadores devem pedir para que os contribuintes se declarem responsáveis”, pondera.