Por: Andréa Leonora | 1 mês atrás

O Instituto Mapa realizou uma pesquisa em 30 municípios catarinenses entre 11 e 22 de março a fim levantar a popularidade do governo de Carlos Moisés da Silva à frente de Santa Catarina. Pela pesquisa, Moisés tem 42,3% de ótimo e bom, 33,1% de regular, e 7,8% de ruim e péssimo; 16,8% não sabem dizer. A avaliação positiva é dividida em 9,1% que considera ótimo e 33,2% considera bom. Na avaliação negativa, 3,2% considera ruim e 4,6% considera péssimo.

Além disso, mais da metade dos catarinenses aprovam as primeiras ações do governo. São 55,3% de aprovação contra 16,7% de desaprovação e 28% que não sabem dizer. No quesito confiança, o percentual sobe para 64,4%, contra 22,2% que não confiam e 13,4% que não sabem dizer.

A região mais contente com o governo é o Vale do Itajaí. Lá, 49,2% consideram a gestão como ótimo ou bom. Em seguida, está o Oeste (44,2%), Serra (42,8%), Norte (40,5%), Sul (40%) e Grande Florianópolis (33,8%). Moisés é mais popular entre os homens (43,3%) do que entre as mulheres (41,3%).

A pesquisa mostrou também que a satisfação geral cai entre os mais jovens. Entre 16 e 24 anos, 39,1% avaliam o governo como ótimo ou bom. Na faixa entre 25 e 34 anos são 41,6%, seguido de 35 a 44 anos (44,6%) e 45 a 65 anos (43,7%).

O otimismo é maior também entre aqueles que têm o nível médio (46%) em comparação com aqueles de nível superior (41,2%) e nível fundamental (35%). Os mais ricos também apresentam maior grau de satisfação. Acima de cinco salários mínimos, a satisfação geral é de 44,7%. Entre dois e cinco salários, é de 42,9%. E até dois salários é de 35,4%.

 

Veja os gráficos:

 

 

Metodologia da pesquisa

Amostra
1000 entrevistas pessoais, distribuídas proporcionalmente nos 30 municípios de maior índice potencial de consumo, estratificadas por cotas de gênero, faixa etária, escolaridade e PEA, não PEA.

Índice de confiabilidade
95% com margem de erro amostral de 3,1%.

Coleta de Dados
11 a 22 de março de 2019.

 

Diagnóstico Político-administrativo
A pesquisa sobre a popularidade do governo Carlos Moisés, considerando os quase três meses de mandato, apresenta bons parâmetros. Demonstra  números positivos quanto ao grau de satisfação e índices de aprovação e de confiança. (Mapa)

 

Comentário
“Por hipótese, com base na ciência política, os resultados refletem subjetivamente o clima de expectativa de desejo positivo, dentro do tempo de paciência dos catarinenses quanto ao novo governo em novo momento da política estadual.” (Mapa)

 

Governo Moisés descolado de Governo Bolsonaro

Pelo menos nos índices de aprovação é assim. De acordo com a última pesquisa Datafolha, divulgada em 7 de abril, o presidente Bolsonaro tem a pior avaliação após os três primeiros meses do primeiro mandato desde 1990: Collor tinha 19% de reprovação no mesmo período, contra 16% de FHC, 10% de Lula e 7% de Dilma.

Os índices de Bolsonaro foram

  • Ótimo/bom: 32%
  • Regular: 33%
  • Ruim/péssimo: 30%
  • Não sabe/não respondeu: 4%