Por: Andréa Leonora | 1 mês atrás

Os primeiros projetos do País a obter os recursos do Inovacred 4.0, programa de crédito lançado em setembro do ano passado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) são catarinenses. O financiamento é operado pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) nos estados da região Sul e Mato Grosso do Sul. A Audaces, de Florianópolis, ofereceu às quatro empresas contempladas uma solução capaz de automatizar o corte de tecido em têxteis: Imagem Kids, Pokotinha Confecções, Alekids Confecções e DYX Comércio e Confecções. Elas estão instaladas em cidades do polo têxtil Vale do Itajaí e vão receber R$ 3 milhões, no total, para ingressar na Indústria 4.0, também conhecida como a “4ª revolução industrial”. O conceito compreende o uso de tecnologias de automação e troca de dados para descentralizar processos, aumentar a produtividade e diminuir custos. Na prática, tornam-se “inteligentes” e passam a tomar decisões autônomas nas linhas fabris a partir do uso combinado da Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial (IA), Big Data, computação em nuvem e robótica avançada. “O BRDE assumiu o protagonismo de operar a nova linha porque tem tradição em viabilizar projetos de inovação. Em 2013 criou o programa Inova montou e treinou uma equipe especializada e se tornou o principal parceiro da Finep”, comenta o presidente do banco, Marcelo Haendchen Dutra. No Brasil, as empresas contam com R$ 200 milhões do Inovacred.

 

Novo recorde

A SCPar Porto de Imbituba trabalha para alcançar novos recordes operacionais em 2020, com a perspectiva de aquecimento do mercado e melhorias em infraestrutura. Para isso, aguarda a entrega das obras da BR-285 na Serra da Rocinha, trecho que liga Timbé do Sul (SC) a São José dos Ausentes (RS). A BR-285 tem 744,3 quilômetros de extensão e liga o extremo sul catarinense à cidade de São Borja (RS), na fronteira com a Argentina. “A conclusão da rodovia facilitará a conexão logística entre os mercados produtores e o porto, consolidando um corredor para escoamento da produção agrícola e de outras cargas”, afirma o presidente, Jamazi Alfredo Ziegler. No ano passado, o porto registrou recorde anual, com 5,7 milhões de toneladas movimentadas, volume 10% superior ao ano anterior, de 5,2 milhões.

 

“Acabo de receber a notícia de que a atriz Regina Duarte aceitou o convite do presidente @jairbolsonaro para ser a nova Secretária de Cultura. Desejo um ótimo trabalho, competência há de sobra.”

Deputado Federal Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC) sobre o convite do governo. Em comunicado, o Palácio do Planalto diz que a atriz estará em Brasília na quarta-feira (22) no cargo que era de Roberto Alvim, demitido na sexta-feira passada.

 

Pedágio abusivo A Fecam e as Associações de Municípios da região Sul vão comunicar oficialmente na terça-feira (21), às 13 horas, na sede da entidade, o encaminhamento de ação judicial que requer a suspensão do edital que trata da instalação de praças de pedágios em quatro pontos da BR 101 Sul/SC. As entidades questionam os critérios justificados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a cobrança abusiva das tarifas entre os municípios de Paulo Lopes e São João do Sul.

Voluntários no TJ O Poder Judiciário conta com o auxílio do programa Jurado Voluntário, que tem mais de 13 mil pessoas aptas a participar de sessões do Tribunal do Júri nas 111 comarcas de Santa Catarina. Em 2019, foram 2.177 cadastrados e, somente nos primeiros 16 dias de 2020, mais 49 pessoas se inscreveram. A função do jurado é representar a sociedade diante dos casos de violência contra a vida, tentados ou consumados e decidir se o réu é culpado ou inocente. Basta responder sim ou não às perguntas apresentadas pelo magistrado ao fim do julgamento.

Fundo Eleitoral Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (20) a Lei do Orçamento da União que prevê R$ 2 bilhões para o Fundo Especial de Financiamento de Campanha a ser utilizado nas eleições municipais de outubro.

Prorrogado A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) prorrogou o prazo para o recadastramento de unidades consumidoras de energia elétrica dos produtores rurais que estão na área de concessão da Celesc. A medida vale para os que perderam o prazo em 2019 e foram reclassificados. A medida é necessária para que os consumidores tenham direito às reduções tarifárias, que vão de 8% a 24%. Com o recadastramento, o subsídio será mantido por, pelo menos, mais três anos.