Por: Pelo Estado por: Andréa Leonora | 1 mês atrás

Com palestras e debates para discutir o progresso da Agenda 2030 da ONU no Brasil e entrega do Prêmio ODS Santa Catarina, o Fórum Brasil ODS 2019, que acontece em Florianópolis na próxima semana (dias 28 e 29), vai movimentar os setores ligados ao desenvolvimento sustentável no país. Nomes de peso, como Haroldo Machado Filho, co-presidente da Força Tarefa sobre os ODS no âmbito do Sistema ONU no Brasil e assessor do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), estarão reunidos no evento discutindo como governos, empresas e instituições podem transformar em realidade e alcançar os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Definida em 2015, em conferência das Nações Unidas, a Agenda 2030 prevê um plano de ações para que todos os países busquem alcançar os ODS, que são: erradicação da pobreza e da fome; igualdade de gênero; água, saneamento e energia para todos; crescimento econômico sustentado com emprego pleno e combate à mudança climática. As inscrições ainda podem ser feitas no site www.forumbrasilods.com.br.

 

Solução para hospitais

Foto: Denise Lacerda

 

A convite da Federação da Brasileira de Hospitais (FBH) e da Associação dos Hospitais de Santa Catarina (Ahoesc), a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC) participou, como presidente da Frente Parlamentar Mista da Saúde, de uma reunião com representantes da rede hospitalar, um dos setores mais atingidos pela crise econômica com graves gargalos como pagamentos abaixo do teto e a não revisão da tabela do SUS por mais de 12 anos. “Resolvendo a questão dos prestadores de serviço, estaremos em busca de soluções para reduzir o tempo de espera dos nossos pacientes”, assegura a parlamentar. Na foto, o vice-presidente da FBH e presidente da Associação dos Hospitais (Ahoesc), Altamiro Bittencourt, a deputada Carmen Zanotto e o presidente da FBH, Adelvanio Morato.

 

Livre comércio

Foto: Guto Kuerten

Santa Catarina vai ganhar a Frente Parlamentar do Livre Comércio, que pretende lutar para tornar o estado um local livre para o empreendedor. O objetivo da frente é reforçar a liberdade econômica através de um trabalho em conjunto com as entidades, associações e classes empresariais, com foco em desarmar a legislação burocrática. A proposta foi protocolada na Assembleia Legislativa pelo deputado Bruno Sousa (sem partido) e já conta com a adesão de cinco deputados.  A frente traz o diferencial da criação de um estatuto assinado pelos deputados que assumem o compromisso de dar união à proposição. A cada 21 dias, as federações, associações e representantes de entidades do setor produtivo vão se reunir com os deputados para discutir os assuntos e projetos que estão em tramitação na Assembleia. “As entidades poderão contribuir de forma coletiva e emitir o seu parecer para cada projeto”, prevê o deputado.

 

Imprensa nacional aponta a mira para Santa Catarina. Segundo matérias publicadas em sites e revistas, o hacker que teria vazado o conteúdo de ligações telefônicas da Lava Jato para o portal de jornalismo investigativo The Intercept atua a partir daqui com ligações inclusive na Rússia. Ainda de acordo com as matérias, este fato estaria relacionado com a Operação Chabu, que movimentou o meio político catarinense nessa semana.

 

Por outro lado…  O comércio eletrônico da Região Sul é considerado o mais seguro do país. De cada R$ 100,00 em compras no e-commerce dos três estados (SC, PR e RS) em 2018, somente R$ 1,69 sofreram tentativa de fraude. É o menor índice entre as cinco regiões do Brasil. No país, a média é de R$ 3,53 a cada R$ 100,00 em compras. O Rio Grande do Sul é o estado mais seguro para realizar compras online, com uma taxa de tentativa de fraude de 1,33%, seguido por Santa Catarina, com 1,78%. No Paraná, o índice é de 2,02%. Os dados foram apurados pela ClearSale, empresa de soluções antifraude.

 

Excelência Na próxima terça-feira (25), o LIDE Santa Catarina realizará um almoço-debate com a presidente da UPS do Brasil, maior empresa de logística americana, e do LIDE Mulher, Nadir Moreno. A executiva abordará o tema “Sincronizando o Comércio Global”, na sede da Federação das Indústrias (Fiesc).