Por: Pelo Estado por: Andréa Leonora | 20/02/2019

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, presidida pelo senador catarinense Dário Berger (MDB), realizou ontem a primeira reunião desta legislatura. Já no primeiro encontro, o colegiado aprovou requerimentos de Dário convidando os ministros da Cidadania, Osmar Terra, e da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, para apresentar as diretrizes e os programas prioritários de cada pasta para os próximos anos.

O primeiro a prestar esclarecimentos será o ministro Vélez Rodrigues, na próxima terça-feira (26). Já o ministro Osmar Terra confirmou presença no dia 12 de março. Dário também acatou a sugestão da senadora Leila Barros (PSB-DF), que propôs a criação de uma Subcomissão Permanente sobre Educação Física e Formação de Categorias de Base no Esporte. A Comissão ainda definiu, por sugestão do senador Confúcio Moura (MDB-RO), que fará uma audiência pública para debater a Política de Inovação da Educação Conectada à Internet.

 

Rodovias precárias

Foto: Rodolfo Espínola / Agência AL

A precariedade em que se encontram as rodovias estaduais tem sido, com bastante frequência, tema de ações e debates por parte do deputado Neodi Saretta (PT). Nesses primeiros dias do novo mandato, parlamentar já protocolou mais de 15 indicações pedindo melhorias nas rodovias. Ao usar a tribuna ontem, ele fez um apelo ao governo do Estado para que elabore, o quanto antes, um plano de recuperação das rodovias.  “Praticamente todas as rodovias precisam de manutenção. Algumas de forma mais urgente, noutras há a necessidade de verdadeiras revitalizações. Portanto, a nossa expectativa é que o governador apresente com urgência um plano de recuperação e que, de fato, essa malha viária possa receber as melhorias tão necessárias.”

 

———————-

“Vou ser bem sincero. O principal ator que levou o partido à bancarrota chama-se Aécio Neves. Pode publicar isso. O principal ator que levou o partido à bancarrota chama-se Aécio Neves.”

Presidente do PSDB-SC, deputado Marcos Vieira, em desabafo sobre a crise no ninho tucano

————————–

 

Depois da polêmica… Reunião realizada na manhã desta terça-feira (19), em Florianópolis, com a participação da deputada Ada de Luca (MDB) e dos deputados Rodrigo Minotto (PDT), Jesse Lopes (PSL), José Milton Scheffer (PP) e Luiz Fernando Vampiro (MDB), resultou na manutenção da regional da Celesc em Criciúma. Havia decisão de transferir a unidade para Tubarão. “Após horas de diálogo, prevaleceu o entendimento. A regional da Celesc ficará em Criciúma, que detém o maior número de unidades consumidoras da região e os melhores resultados. Mantém como estava, respeitando critérios técnicos”, comemorou Ada de Luca. A posição dos parlamentares e as manifestações de empresários e prefeitos contribuíram para o entendimento, prevalecendo os critérios técnicos na decisão final. Diga-se de passagem, polêmica desnecessária, assim como o desgaste gerado.

 

Leite  O deputado federal catarinense Pedro Uczai (PT) está acompanhando a busca de solução por parte do governo para a crise potencial no setor de leite por conta do fim das barreiras tarifárias. Segundo o parlamentar, a solução só deve vir na semana que vem. “Os deputados ainda estão repercutindo que o governo vai resolver, mas não se sabe qual será a saída. Vão impor novamente a taxa antidumping para o leite vindo da Nova Zelândia e da Europa, ou vão ampliar a percentual sobre importação de 28% para quase 43% para compensar?” questionou.

 

Paulo Eli na Alesc Até o encerramento desta edição ainda acontecia na Assembleia Legislativa a exposição de motivos, por parte do secretário da Fazenda, Paulo Eli, sobre os decretos que suspendem benefícios fiscais. Ele foi convocado por solicitação dos emedebistas Valdir Cobalchini e Moacir Sopelsa. Durante o pronunciamento, o secretário alertou para a situação crítica das contas estaduais e para o risco de atrasos em salários se não forem tomadas medidas para recomposição das receitas.

 

Sem prejuízo Paulo Eli também deixou claro que o esforço é para atender o que determina a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), diminuindo o percentual de benefícios fiscais, sem prejudicar o setor produtivo e consumidores catarinenses. “Queremos eliminar as distorções com isonomia”, resumiu. Leia matéria completa em scportais.com.br

 

Turismo no carnaval De Norte a Sul, as cidades catarinenses se destacam como destinos procurados por foliões de todo o país, especialmente Florianópolis, São Francisco do Sul, Laguna, Joaçaba e Balneário Camboriú. Em 2018, a capital catarinense foi a segunda cidade mais procurada do país durante o Carnaval, só atrás do Rio de Janeiro, segundo dados do Airbnb. Para auxiliar os empreendedores do setor turístico a impulsionarem seus negócios, o Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae preparou um relatório de Inteligência que aborda as oportunidades ligadas ao período de folia. Para acessar, entre no link bit.ly/2tivsi7